Memorial Andrea Del Puerto

  • Home
  • Memorial Andrea Del Puerto

ANDREA DEL PUERTO

Andrea iniciou os estudos em dança Flamenca em 1995, com a professora Tatiana Flores, em Porto Alegre. Sempre incentivada por sua mãe, Andrea experenciou outras modalidades da dança como Tango e o Jazz. Estudou também ballet clássico e dança contemporânea para aprimorar seu estilo. Integrou o Grupo Tacones Gitanos em 1995 e 1996, e em 1997 fundou o Grupo Jaleo, ao lado de Juliana Kersting, Stella Rocha, Silvia Canarim, Fernando de Marília e Berbel. Em 1999 fundou a Escola de Flamenco Andrea del Puerto, e em 2001 sua própria companhia, Andrea del Puerto y Grupo. Em 2001 esteve em Madrid onde estudou com grandes nomes do cenário da arte flamenca, entre eles, Carmen Cortês, Cristobal, Manuel e Antonio Reyes, Belén Maya, Belén Fernandez, Miguel Cañas, La China, Manuel Liñan… Com sua companhia brilhou nos palcos gaúchos e do Brasil, com montagens que transitavam entre a inovação e a tradição do flamenco, sempre elogiados pela qualidade técnica e expressividade. Andrea participou ativamente de inúmeros projetos na capital, no interior e fora do estado, sempre qualificando a arte flamenca na cena cultural e fortalecendo a imagem e a significância desta arte frente ao público e a classe artística. As bailarinas e companheiras de longa data, Ana Medeiros, Daniele Zill, Juliana Prestes, Juliana Kersting e Tati Flores atualmente compõem a Companhia de Flamenco Del Puerto, ladeadas pela guitarra de Giovani Capelleti e cante de Sonia Bento. Também levam adiante o projeto de ensino que Andrea iniciou em 1999, através da Escola de Flamenco Del Puerto, onde hoje dirigem e ministram aulas regulares.

ESPETÁCULOS REALIZADOS

‘Juerga Flamenca’ (97 e 98) – Grupo Jaleo

‘Los caminos de uma creación’ (99) – Escola de Flamenco Andrea del Puerto

‘Venga’ (2000) – Escola de Flamenco Andrea del Puerto

‘A Nuestro Aire’ (2000) – Andrea del Puerto y Grupo

‘De las entrañas del alma’ (2002/2003) – Andrea del Puerto y Grupo

‘Flamenco del Puerto I, II e Homenagem a Mario Quintana’ (2003,2004,2005) – Companhia de Flamenco Andrea del Puerto

‘Cantares’ (2006) – Companhia de Flamenco Andrea del Puerto

INDICAÇÕES E PRÊMIOS

Bento em Dança/RS em 1997

Festival Nacional de Dança de SP em 2001 (Nostalgia)

POA em Dança 2000 (Nostalgia e Soleá por Buleria)

IX Mostra de Dança Internacional de Florianópolis em 2002 (De Las Entrañas del Alma)

Indicação a ‘Melhor Produção’ no Premio Açorianos 2003

Premio Novos Criadores Condança 2003

DANÇA CONTEMPORÂNEA

Sentimientos, com Alessandra Chemello

Nostalgia ,com Ana Medeiros

Busca, solo

Tempo, Projeto Novos Criadores do Condança 2004

Camaleão, solo

Despidas por seus Celibatários, com Paulo Guimarãese Grupo Meme

DEPOIMENTOS

“A primeira vez que assisti a Andrea dançando foi daquelas experiências raras. Uma porque ela me fazia com ela dançar, não me sentia simplesmente um espectador, mas ela me envolvi com seu baile. Além disso, com o seu flamenco ela conseguia diluir fronteiras ou desnecessárias definições. Em cena era moderna, contemporânea, festiva, técnica, inflamada, imprevisível, generosa. Enfim, tudo que as grandes bailarinas precisam, sem rótulo nem classificação, simplesmentes ser, inteira e total.” Airton Tomazzoni Coreógrafo e pesquisador Diretor do Centro Municipal da Dança Professor do curso de Graduação em Dança, da UERGS

AIRTON TOMAZZONI

 

Tão linda… Tão talentosa… Tão do bem… Tantas foram as qualidades que foi levada para as alturas. Não merecíamos, nós mortais, tê-la entre nós por mais tempo. Ela foi por que parecia estar acima da mesquinhez deste mundo. Nossos amigos sabem do que falo. Saudades ela deixa. E muita. Mas o criador a queria por perto, e por ter feito esta criatura tão maravilhosa a confiscou de nós. Seu rastro de luz ficará para sempre em nossas vidas, nossos olhos e nossa lembrança. Te amamos e te guardamos em nós através de tua obra, teus ensinamentos, teu brilho e de todas as coisas que plantaste aqui. Tristes de nós que suportaremos este mundo sem tua presença. Déia, amiga querida, iluminada artista que sai apressadamente de cena, dança com os anjos e coreografa nosso reencontro. Lisete 17/07/2007

LISETE VARGAS

 

As “DEL PUERTO”…

Andréia Del Puerto foi e é uma das pessoas que trago comigo até o fim dos meus dias… Pessoa encantadora, sensível, generosa, amiga e fiel; profissional única na arte de dançar e com uma força cênica incrível. Ela tinha magia nos movimentos!
Certa vez perguntei a um colega de Quasar Cia de Dança o porquê dele ficar tão grande e luminoso em cena, ele ficou surpreso com a pergunta, pensou um pouco, encheu os olhos de lágrimas e respondeu:
– Paulo, acho que é AMOR!
Andréia era um “ser” humano repleto de amor! É o que sinto ao lembrar dela…
Aninha, Dani e Juzinha a tempos me pedem para escrever um depoimento com relação a esta ‘pessoa’, mas relutei até hoje porque é difícil falar de uma pessoas que sinto tanta saudade.
Depois de sua morte, chamei estas três meninas em minha casa e perguntei o que elas fariam com relação ao “legado” que a Andréia tinha deixado. Na época elas ainda estavam um pouco sem rumo, ofereci ajuda e a “mão” amiga e profissional. Acompanhei bem de perto com aquele cuidado e zelo de quem ama e se sente responsável, uma atitude paternalista confesso, mas como se fosse uma promessa feita a minha amiga. Acredito que a tenha feito em minhas orações…
Hoje elas comemoram quinze anos de projeto e vejo a Andréia em cada uma delas, enxergo a “semente” as diferentes características de uma grande mulher; pois as meninas se transformaram em grandes mulheres! Posso dizer que com a morte de uma ganhei quatro…
Antes era Andréia, depois o reflexo dela em outras três, mas hoje são as quatro com seus próprios brilhos e magias…
Fiquei tão emocionado ao ver Consonantes, não somente por ser um grande trabalho artístico, mas por ver as três trabalhando em funções diferentes como se estivessem tecendo cada uma com seu fio a obra, as três “parcas” da mitologia! Jú, sinto em teu gesto a presença dela…
Obrigado por tudo, sucesso e parabéns!

Paulo Guimarães

 

 

 

 

Rua Cristóvão Colombo, 752 - Porto Alegre - RS
Fone: 3028-4488